quarta-feira , outubro 17 2018
Home / Cidade / Enchentes: Projeto milionário tem aprovação técnica no Palácio do Planalto

Enchentes: Projeto milionário tem aprovação técnica no Palácio do Planalto

O projeto milionário para conter as enchentes no perímetro urbano do Município está aprovado tecnicamente com elogios pela equipe responsável por autorizar financiamentos federais. Paulo Armando, secretário municipal de Obras, falou sobre a viagem recente a Brasília, em entrevista.
“Nosso projeto está sendo muito bem avaliado pelos profissionais responsáveis pela liberação de recursos no Palácio do Planalto, em Brasília. Nessa última reunião fomos elogiados por ter indicado a criação das bacias de contenção de água. O dispositivo, que utilizará os recursos locais, como por exemplo, os lagos do Santa Helena, Taboão, Orfeu e outros, agradou aos técnicos. De acordo com eles esta ideia foi de extrema importância para o êxito na contenção das águas e dosagem nas vazões. Agora teremos, acreditamos, somente mais uma entrevista antes do carimbo final”, avaliou o secretário.
O projeto de combate ás enchentes em questão está orçado em R$ 30 milhões que serão liberados no Ministério das Cidades. Este projeto é parte de outro cujo de valor aproximado é de R$ 100 milhões. “Um projeto mais amplo é excelente, contudo, este que tem extensão e 13 quilômetros, que vai tratar da limpeza do leito do ribeirão Lavapés, criar piscinões naturais e artificiais é ideal e atenderá diretamente a mais de 26 mil pessoas atingidas com as enchentes”, reforçou Paulo Armando.
A expectativa, conforme já sinalizou Sérgio Wippel, diretor de Financiamento de Projetos de Saneamento do Palácio do Planalto, é de que o dinheiro seja liberado ainda este ano para obras em janeiro de 2019. “Isso porque além de Bragança Paulista outros 110 projetos estão em análise e isso demanda tempo. Por isso a demora em autorizar o financiamento”, concluiu.
A nova entrevista com os secretário locais deverá ser marcada para ocorrer ainda neste primeiro semestre.

O secretários de Obras Paulo Armando e Cristian Conti, Desenvolvimento Econômico, entre Sérgio Wippel, diretor de Financiamento de Projetos de Saneamento do Palácio do Planalto, (dir.) e Geraldo Melo Correa, chefe de Gabinete da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental (à esq.)
O secretários de Obras Paulo Armando e Cristian Conti, Desenvolvimento Econômico, entre Sérgio Wippel, diretor de Financiamento de Projetos de Saneamento do Palácio do Planalto, (dir.) e Geraldo Melo Correa, chefe de Gabinete da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental (à esq.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *