quarta-feira , abril 25 2018
Home / Cidade / Prefeitura não responde sobre colapso em cruzamento

Prefeitura não responde sobre colapso em cruzamento

Há um ponto de conflito no cruzamento da Alameda 15 de Dezembro com Avenida José Adriano Marrey Junior prestes entrar num colapso sem precedentes e não haverá UTI que reverta. Indagada, sobre quais providências deverão ser tomadas, a Prefeitura não respondeu. O pedido de informações foi enviado ao Palácio Santo Agostinho, Prefeitura, no início da semana.
O cruzamento tem alto fluxo de veículos e muito antes da instalação do supermercado, Comercial Esperança, o conflito existia. A Alameda 15 de Dezembro é uma espécie de eixo de ligação rápida da zona sul a parte da zona norte, acesso a uma parcela da zona rural populosa e conexão com a Rodovia Fernão Dias (BR-381). Todo o problema ali está concentrado nos postes que estão no meio da rua, protegidos tapumes que reduzem a pista sentido Tanque do Moinho.
A inauguração do supermercado atraiu mais veículos e pedestres para a região. Como não há qualquer restrição para as conversões irregulares e travessia de pedestres desorganizada, as freadas são frequentes, a buzinação é constante. Moradores do condomínio em frente, 252 famílias, em meio a esta confusão, são pegos de surpresa ficam parados no meio da alameda, seta ligada aguardando espaço para entrar em casa. Nestas condições o tráfego para e o pedestre aproveita para complicar ainda mais.
A Energisa Sul-Sudeste, concessionária dos serviços de fornecimento de energia elétrica ao Município, informou que “apresentou o projeto de orçamento para readequação da rede de distribuição, no dia 26 de dezembro de 2017 e aguarda a contratação da obra, para que possa efetuar programação dos serviços no local, processo que compreende a aquisição de material, contratação de mão de obra, agendamento dos desligamentos programados para os serviços e manobras, adequação dos postes, no sistema elétrico”, afirmou.
O Departamento de Marketing do Comercial Esperança foi contatado, assim como a Prefeitura, mas até o fim da tarde de ontem não responderam ao pedido de respostas.
No artigo 24º do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o Município tem 21 itens de responsabilidades a cumprir e fazer cumprir, no que se refere à legislação e as normas de trânsito, no âmbito de suas atribuições; planejar, projetar, regulamentar e operar o trânsito de veículos, de pedestres e de animais, implantar, manter e operar o sistema de sinalização, os dispositivos e os equipamentos de controle viário, entre outros.

O transtorno decorre da demora na remoção dos postes que estão no meio do caminho
O transtorno decorre da demora na remoção dos postes que estão no meio do caminho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *