quarta-feira , abril 25 2018
Home / Cidade / Empresas aguardam ordens de serviços para começar obras no Taboão e Praça 9 de Julho

Empresas aguardam ordens de serviços para começar obras no Taboão e Praça 9 de Julho

Estão contratadas as empresas para realizar as obras de urbanização da Praça 9 de Julho e desassoreamento do Lago do Taboão, conforme as duas homologações publicadas na Imprensa Oficial de terça-feira, 9.
A contratada para as obras da Praça 9 de Julho é a FBF Construções e Serviços Eireli pelo valor de R$ 599.679,09 e para desassorear o Lago do Taboão a empresa Submar Serviços Subaquáticos Ltda pelo valor de R$712.580,75. As ordens de serviços para que as empresas comecem as obras ainda não foram assinadas pelo Executivo.
Ambas as obras são consideradas um marco para Bragança, pois colocará um fim no estrangulamento do tráfego na região da 9 de Julho e ao abandono do Lago do Taboão, onde as obras foram proteladas por mais de uma década.
Diversas tentativas de licitações foram feitas pelas duas administrações anteriores, mas nunca saíram do papel devido a impugnações de empresas ou suspeita de direcionamento apontada inclusive pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo.
9 DE JULHO- No mês de dezembro de 2017, o secretário de Obras, Antônio Paulo Armando, destacou que a reforma doa Praça 9 de Julho incidirá em benefícios para motoristas e empresários estabelecidos naquela região. “O novo formato de estacionamento em 45 graus, a remoção da rotatória e outras providências farão com que aquela região deixe de ser um problema”.
Também está prevista nova sinalização viária e instalação de semáforos da Avenida dos Imigrantes, entre o Bairro do Taboão até a Avenida Plínio Salgado, na interseção com a Rodovia Capitão Bardoíno (SP-008), estrada Bragança/Socorro.
Ainda de acordo com informações da Prefeitura, o projeto foi elaborado observando o Termo de Ajuste de Conduta (TAC) firmado entre prefeitura e o Grupo Tenco, dono do Bragança Garden Shopping, como contrapartida à instalação do empreendimento.
LAGO DO TABOÃO- No mês de julho de 2017 a Prefeitura recuperou recursos para o desassoreamento do Lago do Taboão, por intermédio da Secretaria de Turismo do Estado. Esta é a terceira licitação aberta para o projeto.
Em 2012 foi aberta uma pelo então prefeito João Afonso Sólis (Jango), mas a mesma foi cancelada em 2013 pelo secretário municipal do Meio Ambiente da época, Francisco Chen de Araújo Braga, que também não prosperou.
Um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) foi firmado entre a Prefeitura e o Ministério Público, em meados de 2011. Em meio às propostas contidas no requerimento elaborado pela Promotoria do Meio Ambiente estava a de contratar empresa especializada na elaboração do projeto executivo de desassoreamento, conforme critérios técnicos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT); executar até 31 de julho de 2016 o desassoreamento parcial, com a retirada de no mínimo 21 mil metros cúbicos de sedimentos, de modo a restituir o espelho d’água semelhante a 2007; e, concomitantemente, tomar medidas preventivas e práticas de conservação do solo, cobertura vegetal, regramento de obras de drenagem e movimentação de terra naquela região evitando assim novo impacto ambiental.

Praça 9 de Julho, região de conflito no trânsito
Praça 9 de Julho, região de conflito no trânsito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *