terça-feira , janeiro 23 2018
Home / Coluna da Gazeta / Frase: ”Você consegue realizar muito se você não se importa com quem ganha o crédito” (Ronald Reagan)

Frase: ”Você consegue realizar muito se você não se importa com quem ganha o crédito” (Ronald Reagan)

Paulo Alberti Filho

O JULGAMENTO DAS VIÚVAS

Entre os dias 22 e 24 de janeiro, as viúvas de Lula embarcam para Porto Alegre para acompanhar em praça pública o julgamento pelo TRF-4 do processo sobre caso do tríplex do Guarujá, que o condenou em primeira instancia a mais de nove anos de prisão, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
Um grande circo está sendo preparado em Porto Alegre e São Paulo para manifestação dos órfãos de Lula e Dilma, seja qual for o resultado do julgamento.
O comportamento do PT, do ex-presidente e viuvetes parece desafiar a soberania das leis brasileiras. Provavelmente baseado nas pesquisas de opinião, que indicam a liderança de Lula sobre os eventuais candidatos a presidência, esse comportamento para agitar a massa sugere que os organizadores do movimento querem a sua candidatura a qualquer preço. Se condenado, preso ou não, acredito que Lula será candidato porque os recursos judiciais irão se arrastar e, até a sentença transitar em julgado, estaremos próximos das eleições de 2022.
A que ponto o Brasil chegou!!!

PERSPECTIVAS

Os índices econômicos estão se recuperando, juros baixando e as reformas caminhando. Sintomas que teremos um 2018 muito melhor que os últimos cinco anos. Mas outras importantes reformas, que são a tributária e penal, ainda estão encrudescidas. Ninguém suporta mais pagar tão altos impostos para produzir. As micro, pequena e média empresas estão refém desses tributos que o governo não devolve ao povo como deveria. No setor gráfico, muitas empresas estão fechando as portas por falta de perspectivas. As que sobrevivem, estão agonizando.
Quanto a reforma penal, as perspectivas não são animadoras. A partir da realidade que o crime organizado governa o país paralelamente, essa reforma teria que ser fundamental para a ordem legal. Porém, o parlamento brasileiro não demonstra muito interesse, nem mesmo na redução da maioridade penal.
Não é novidade para ninguém que o crime organizado faz o que quer no Brasil, diante de um governo que se revela impotente e temeroso e uma polícia desaparelhada de recursos humanos, materiais e financeiros.
Que perspectivas podemos ter?

BRAGANÇA

Nossa cidade tem um novo governo que completou agora um ano de ação. O que tem de novo ainda é muito pouco aos olhos do povo, porém é gigante no que se refere a recuperação financeira da Prefeitura mutilada por um governo perdulário do PT que reinou entre 2013 e 2016.
O prefeito Jesus está tirando aos poucos a cidade da “roça”. Mas há muito que fazer para retomarmos a imagem de uma cidade mais humana, mais limpa e organizada. Nesse primeiro ano, percebe-se, que a administração levou tempo para descobrir o estado real das finanças e patrimônio da Prefeitura e seus meandros mas, mesmo assim, já mudou a cara da cidade. Neste ano, com novo orçamento e recursos obtidos por meio do deputado Edmir e seus parceiros nos parlamentos estadual e federal, acreditamos que Bragança voltará a ser a cidade mais bonita e organizada da região.

FINAL DE ANO

A queima de fogos no Lago para comemorar a chegada de 2018 superou as anteriores, retomando a tradição esgarçada nos últimos anos. Todos sabem da capacidade do secretário de Turismo, Cléber Centini, em organizar eventos e promover atividades culturais e turísticas, principalmente com recursos escassos. Administrar no azul é fácil. Difícil é administrar no vermelho. E isso diferencia Cléber dos demais porque ele sabe muito bem lidar com essa adversidade de recursos humanos e financeiros. Parabéns!
Aliás, o bom administrador é avaliado nessas situações de adversidade financeira, principalmente quando assume uma Prefeitura quebrada, desorganizada e sucateada como Jesus Chedid encontrou Bragança em janeiro de 2017. Jesus é mestre em administrar no vermelho e recuperar o que se presumia irrecuperável. Também por isso é o prefeito com maior índice de avaliação da história de Bragança. E isso é privilégio de raras cidades.

BRAGANTINO

O Clube Atlético Bragantino completa na próxima segunda- feira, dia 8, 90 anos de fundação. Não sentimos até ontem nenhum interesse da diretoria em comemorar a data. Um clube com tanta tradição e história no cenário esportivo nacional que chega aos 90 anos merece uma comemoração, mesmo em tempos de vacas magras.
Não se trata de fazer festa, apenas uma comemoração simbólica para marcar a data, até mesmo a celebração de uma missa ou outro ato cristão.

CHUVA

A temporada de chuva está aí. Até agora Bragança não teve maiores problemas com inundações, alagamentos ou queda de árvores. O que mais preocupa são o bueiros, o assoreamento dos rios, ribeirões e lagos. O rio Lavapés e seus afluentes continuam assoreados, embora a Prefeitura tenha agido na recuperação de alguns trechos. Mas é pouco. Até março, quando chegará o outono, muita água ainda vai cair.
A questão de enchentes e alagamentos tem uma agravante gerada pela construção civil, principalmente na avenida José Gomes da Rocha Leal, onde a Prefeitura, na gestão do PT, permitiu a instalação de uma tubulação desproporcional para favorecer terceiros, de forma irresponsável e inconsequente, que tem gerado muitos problemas e prejuízos aos comerciantes.

REFLEXÃO: SALMOS 116:1-19

1 Amo ao SENHOR, porque ele ouviu a minha voz e a minha súplica.
2 Porque inclinou a mim os seus ouvidos; portanto, o invocarei enquanto viver.
3 Os cordéis da morte me cercaram, e angústias do inferno se apoderaram de mim; encontrei aperto e tristeza.
4 Então invoquei o nome do Senhor, dizendo: Ó Senhor, livra a minha alma.
5 Piedoso é o Senhor e justo; o nosso Deus tem misericórdia.
6 O Senhor guarda aos símplices; fui abatido, mas ele me livrou.
7 Volta, minha alma, para o teu repouso, pois o Senhor te fez bem.
8 Porque tu livraste a minha alma da morte, os meus olhos das lágrimas, e os meus pés da queda.
9 Andarei perante a face do Senhor na terra dos viventes.
10 Cri, por isso falei. Estive muito aflito.
11 Dizia na minha pressa: Todos os homens são mentirosos.
12 Que darei eu ao Senhor, por todos os benefícios que me tem feito?
13 Tomarei o cálice da salvação, e invocarei o nome do Senhor.
14 Pagarei os meus votos ao Senhor, agora, na presença de todo o seu povo.
15 Preciosa é à vista do Senhor a morte dos seus santos.
16 Ó Senhor, deveras sou teu servo; sou teu servo, filho da tua serva; soltaste as minhas ataduras.
17 Oferecer-te-ei sacrifícios de louvor, e invocarei o nome do Senhor.
18 Pagarei os meus votos ao Senhor, na presença de todo o meu povo,
19 Nos átrios da casa do Senhor, no meio de ti, ó Jerusalém. Louvai ao Senhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *