quinta-feira , outubro 18 2018
Home / Coluna da Gazeta / Frase: ”O diabo pode citar as Escrituras quando isso lhe convém” (William Shakespeare)

Frase: ”O diabo pode citar as Escrituras quando isso lhe convém” (William Shakespeare)

Paulo Alberti Filho

A CADA ENXADADA, UMA MINHOCA

As secretarias de Obras, Planejamento, Mobilidade e Trânsito da Prefeitura, na gestão 2013/2016 foram responsáveis por uma série de erros que impactaram, e ainda impactam, o aspecto urbanístico, o uso do solo e o meio ambiente em todas as suas variantes.
Já listei aqui na Coluna as reportagens publicadas pela GB abordando esses temas. Empreendimentos que seriam improváveis numa cidade onde as leis urbanísticas funcionam, em Bragança prospera, aparentemente impunemente. Quando não impunes, a leniência da lei permite o avanço das obras ao ponto que uma possível demolição por infração legal pode demandar anos e anos.
Desta vez, o Ministério Público da Habitação e Urbanismo recebeu uma denúncia peticionada pelo advogado Osvaldo Zago, representante do empresário Marcelo Tasca, proprietário de imóveis nas imediações do Lago do Taboão.
Trata-se de fato já denunciado pela Gazeta Bragantina no mês de agosto deste ano, relacionado a construção de um posto de gasolina e complexo comercial na cabeceira do Lago, pertencente ao grupo Europa. O mesmo grupo que construiu a toque de caixa, beneficiado por uma lei, no mínimo esdruxula, um posto de combustível a menos de 100 metros do colégio Cásper Líbero, do Batalhão da PM, da Igreja Universal e de um supermercado. A famosa lei LS que só vale para um lado da rua.
No caso presente, a denúncia é mais grave, se não gravíssima. Embasado no estudo e parecer técnico do renomado engenheiro e perito Wagner Izzo Peluso, contratado pelo denunciante, o documento enviado ao Ministério Público revela que o Estudo de Impacto de Vizinhança e o Relatório de Impacto de Vizinhança-EIV/RIV- teria induzido a Prefeitura a erros que permitiram o fornecimento do alvará de construção e consequentemente aprovação do projeto, ao apagar das luzes da gestão municipal 2013/2016, precisamente no dia 12 de dezembro de 2016.
O perito, em detalhado relatório, destaca no item X.1.3 * que analisa o impacto urbanístico: “Os dados falsos do EIV, que somam a este, omitindo a verdade, foram gerados para induzirem a erros dos profissionais que analisaram o processo.”
Por aí percebe-se que a situação é grave. Vamos aguardar a posição do Ministério Público.

PERGUNTAR NÃO OFENDE

Não poderia a atual gestão, a mercê das inúmeras sindicâncias abertas para investigar contratos, licitações e outros atos da administração anterior, rever o processo que autorizou esse empreendimento colocado sob suspeita por essa peça jurídica, que acaba de ser enviada ao Ministério Público?

HOMENAGEM JUSTA

O prefeito Jesus Chedid foi agraciado na segunda feira, 4, com o diploma de Mérito Municipalista pela importante contribuição dada como municipalista desde os anos 70. Jesus Chedid escreveu seu nome na história da região e do Estado ao revolucionar a cidade de Serra Negra nos anos 70 e Bragança Paulista a partir dos anos 90.
Eleito prefeito pela quarta vez em 2016, herdou um município em frangalhos, física e financeiramente. Em 11 meses, sua administração já mudou a cara da cidade, está ajustando as finanças, e para isso precisou assumir medidas impopulares imprescindíveis à uma boa gestão. Tem uma base política sólida na Câmara Municipal e a ação permanente do deputado estadual Edmir Chedid, na busca de recursos para investimentos nas áreas prioritárias. Parabéns!

ILUMINAÇÃO PÚBLICA

A situação da iluminação pública continua incomodando vários bairros da cidade. Na zona norte é comum ruas com luzes apagadas e demora de dias para reposição de lâmpadas. A insegurança amedronta mais ainda as pessoas que já vivem num estado permanente de apreensão por causa da violência e do tráfico. Dia desses a Prefeitura informou que está notificando a prestadora de serviços e aplicando multas.

ATÉ A TAMPA

Reportagem do jornalista da GB, Deusmar Motta, revela que a Estação de Tratamento de Esgoto -ETE já atingiu sua capacidade de produção. Isso significa dizer que, o que for construído daqui para frente, principalmente em loteamentos e prédios que ainda não tem rede, o esgoto não seria captado. Será?
Então resta aguardar a ampliação da ETE. Mas com essa vontade que a Sabesp está para renovar o contrato com Bragança, a tampa da ETE pode eclodir.

A AVE

Não se sabe de onde surgiu a ideia e de quem foi a luminosidade que levou o vereador Basílio Zecchini propor que a Coruja Buraqueira seja ave símbolo de Bragança. O projeto está na Câmara.
Coruja Buraqueira????

Reflexão Salmos -55: 1-23

1 Inclina, ó Deus, os teus ouvidos à minha oração, e não te escondas da minha súplica.
2 Atende-me, e ouve-me; lamento na minha queixa, e faço ruído,
3 Pelo clamor do inimigo e por causa da opressão do ímpio; pois lançam sobre mim a iniquidade, e com furor me odeiam.
4 O meu coração está dolorido dentro de mim, e terrores da morte caíram sobre mim.
5 Temor e tremor vieram sobre mim; e o horror me cobriu.
6 Assim eu disse: Oh! quem me dera asas como de pomba! Então voaria, e estaria em descanso.
7 Eis que fugiria para longe, e pernoitaria no deserto. (Selá.)
8 Apressar-me-ia a escapar da fúria do vento e da tempestade.
9 Despedaça, Senhor, e divide as suas línguas, pois tenho visto violência e contenda na cidade.
10 De dia e de noite a cercam sobre os seus muros; iniquidade e malícia estão no meio dela.
11 Maldade há dentro dela; astúcia e engano não se apartam das suas ruas.
12 Pois não era um inimigo que me afrontava; então eu o teria suportado; nem era o que me odiava que se engrandecia contra mim, porque dele me teria escondido.
13 Mas eras tu, homem meu igual, meu guia e meu íntimo amigo.
14 Consultávamos juntos suavemente, e andávamos em companhia na casa de Deus.
15 A morte os assalte, e vivos desçam ao inferno; porque há maldade nas suas habitações e no meio deles.
16 Eu, porém, invocarei a Deus, e o Senhor me salvará.
17 De tarde e de manhã e ao meio-dia orarei; e clamarei, e ele ouvirá a minha voz.
18 Livrou em paz a minha alma da peleja que havia contra mim; pois havia muitos comigo.
19 Deus ouvirá, e os afligirá. Aquele que preside desde a antiguidade (Selá), porque não há neles nenhuma mudança, e portanto não temem a Deus.
20 Tal homem pôs as suas mãos naqueles que têm paz com ele; quebrou a sua aliança.
21 As palavras da sua boca eram mais macias do que a manteiga, mas havia guerra no seu coração: as suas palavras eram mais brandas do que o azeite; contudo, eram espadas desembainhadas.
22 Lança o teu cuidado sobre o Senhor, e ele te susterá; não permitirá jamais que o justo seja abalado.
23 Mas tu, ó Deus, os farás descer ao poço da perdição; homens de sangue e de fraude não viverão metade dos seus dias; mas eu em ti confiarei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *