quinta-feira , novembro 23 2017
Home / Cidade / Secretaria de Turismo de SP poderá liberar R$ 4,3 milhões à Bragança

Secretaria de Turismo de SP poderá liberar R$ 4,3 milhões à Bragança

O governo estadual, por meio da Secretaria do Turismo, poderá liberar R$ 4,3 milhões à Prefeitura de Bragança. A decisão, que contempla requerimento do deputado Edmir Chedid (DEM), foi admitida na quarta-feira, 8, pelo secretário Fabrício Cobra durante reunião com o parlamentar.
O valor se refere aos programas e projetos da Prefeitura implementados a fim de promover melhorias em vias públicas. Caso seja aprovado, o investimento público irá resultar nas obras de melhorias viárias e nos serviços de recapeamento asfáltico em locais determinados pela administração municipal a partir de um levantamento sobre áreas emergenciais e/ou prioritárias do município.
“A Prefeitura tem se empenhado em recuperar todos os convênios perdidos com o Estado pela administração anterior, que deixou de apresentar projetos que comprovassem a necessidade deste investimento à municipalidade. Por isso, nesta reunião reiterei para o secretário Fabrício Cobra a preocupação e o compromisso da atual administração municipal”, completou Edmir Chedid.
Este recurso financeiro para a prefeitura de Bragança Paulista deverá ser repassado a partir de convênio firmado com o Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos (DadeTUR), vinculado à Secretaria. “A documentação necessária ao recebimento do valor está praticamente concluída. Não podemos mais perder recursos financeiros como no passado”, garantiu.
Pontos Turísticos- Na reunião, o deputado Edmir Chedid demonstrou ainda sua preocupação com a falta de recursos financeiros para o desenvolvimento de programas e de projetos que tenham por finalidade a recuperação e a restauração de pontos turísticos de Bragança Paulista. Como exemplo, citou o interesse da administração em resgatar o teatro do Colégio São Luís e em revitalizar o Lago do Taboão. “A municipalidade está bastante empenhada em resgatar os investimentos perdidos, mas principalmente em obter mais recursos para programas e projetos que consideramos essenciais ao turismo em nível municipal. Esta mesma preocupação já foi apresentada para o governador Geraldo Alckmin e secretário da Casa Civil, Samuel Moreira; estamos otimistas”, finalizou Edmir Chedid.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *