quinta-feira , novembro 23 2017
Home / Cotidiano / Congestionamento reflete precariedade na Rodovia Fernão Dias

Congestionamento reflete precariedade na Rodovia Fernão Dias

O congestionamento de mais de quatro quilômetros na pista da direita, sentido Minas Gerais/São Paulo, registrado na manhã de ontem reflete a precariedade da rodovia frente à progressiva demanda de veículos. Na contagem informal de veículos, 3.720 carros e caminhões passaram sob o viaduto de acesso à Variante do Guaripocaba, e todos pararam à frente.
Um dos objetivos da concessão da Rodovia Fernão dias foi concedida em 2008 foi para que a Concessionária trabalhasse em cima da qualidade da pista para segurança e conforto dos usuários. Neste ponto, os estudos de ampliação de pista se fazem necessários para destravar pontos como este do congestionamento, no trevo de acesso aos bairros dos Bacci e Bom Retiro.
O contratempo da manhã dessa segunda-feira, 13, foi a ampliação do que vem ocorrendo, cada vez em maior grau, desde a concessão. Naquelas imediações quem viaja sentido MG/SP se depara com filas de caminhões carregados e em marcha lenta devido ao longo trecho em aclive, subida. Quando a Autopista Fernão Dias, concessionária, inicia obras nas imediações o congestionamento é certo. O maior número de reclamações ouvidas de motoristas ontem foi da falta de um aviso ao longo da rodovia, no trecho que antecede o ponto de estrangulamento, sobre a obra e tempo de viagem. “Se tem aviso, a gente busca alternativas que existem ou estaciona até que a pista seja liberada”, reclamaram.
A assinatura da outorga da Rodovia Fernão Dias ocorreu em fevereiro de 2008. No item 16.6 do contrato no Programa de Exploração da Rodovia (PER) da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), consta que nas incumbências da concessionária estão “implementar obras destinadas a aumentar a segurança e a comodidade dos usuários, assim como executar obras de expansão de capacidade das rodovias, sua modernização, aperfeiçoamento e ampliação dos seus equipamentos e instalações, para garantir a continuidade da prestação de serviços em nível adequado”.
Em resposta às indagações da GB, a Autopista Fernão Dias, empresa do Grupo Arteris, informou que “próximo ao km 15 da BR 381, pista Sul, ocorrem obras de reparo profundo no pavimento. Trata-se de manutenção necessária para garantia da trafegabilidade e segurança dos usuários da rodovia. Para realizar esse trabalho se faz necessário o isolamento da faixa que está em manutenção. Tal procedimento obedece rigorosamente às normas de sinalização prevista no manual do DNIT e Arteris.
A concessionária informa ainda que possui vários canais de informação com o usuário. As informações sobre interdições na via e condições de tráfego estão disponíveis no site, Twitter, 0800 e PMV fixo mais próximo à ocorrência”, concluiu.

No local do estreitamento da pista, homens e máquinas trabalhavam em um buraco na pista sentido MG/SP
No local do estreitamento da pista, homens e máquinas trabalhavam em um buraco na pista sentido MG/SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *