quarta-feira , outubro 17 2018
Home / Colunas / Luiz Flávio Gomes

Luiz Flávio Gomes

Quanto maior a desigualdade, mais corrupção

Em todos os países de corrupção sistêmica (o Brasil ocupa a posição 96 no ranking da Transparência Internacional) é muito elevado o índice de desigualdade. A corrupção, nesses países, não se deve apenas às patologias humanas decorrentes da falta de ética, senão, sobretudo, às desigualdades (econômicas, sociais, estruturais, psicológicas, educacionais, …

Ler na integra

Dar o peixe ou ensinar a pescar? Aqui a casta corrupta rouba o peixe

*Luiz Flávio Gomes Quem vê a angustiante realidade do poder no Brasil logo percebe que também essa polêmica está mal resolvida entre nós. Aqui não se dá o peixe como se deveria (por um período, aos necessitados) nem se ensina a pescá-lo (nossa educação pública é ridícula e ultrapassada). Nossa …

Ler na integra

Raízes corruptas do Brasil (como funciona o sistema)

*Luiz Flávio Gomes 1. No livro Dinheiro, eleições e poder (Companhia das Letras, 2018), Bruno Carazza mergulhou fundo na análise de uma questão crucial: como os donos corruptos do dinheiro mandam no Brasil, seja comprando o sistema político (ou seja, o poder), seja interferindo no sistema jurídico (particularmente nas Cortes …

Ler na integra

Prisão após 2º grau: da anomia à anarquia

*Luiz Flávio Gomes 1. O Supremo Tribunal Federal, em 2016, violando letra expressa da Constituição, deliberou autorizar, conforme cada caso concreto, a prisão imediata do condenado após decisão de 2º grau. A decisão, além de “ativista” (porque criou regra nova no País), não foi unânime (6 votos a 5). 2. …

Ler na integra

Individualmente nos achamos bons; coletivamente, decepção. Por quê?

*Luiz Flávio Gomes 1. Individualmente todos nos achamos os melhores motoristas do mundo. Coletivamente somos uma carnificina no volante (mais de 40 mil mortes por ano, no trânsito). Individualmente não nos consideramos racistas. Coletivamente sabe-se que o racismo está impregnado profundamente na alma do brasileiro. 2. Individualmente estamos todos indignados …

Ler na integra

Da sensação de impotência à prepotência

*Luiz Flávio Gomes Afora os donos corruptos do poder, que são os que governam, dominam e parasitam o Estado perversamente desde 1500, é muito difícil encontrar algum brasileiro contente com a situação do país. O que predomina de forma generalizada é a angústia, o descontentamento, a indignação, a revolta, o …

Ler na integra

Fim da era pós-colonial (percepção e busca de saídas)

*Luiz Flávio Gomes 1- A era colonial no Brasil morreu depois de trezentos anos (início de 1500 a início de 1800). Daí emergiu nossa independência (1822). Foram três séculos de estagnação política, parasitismo e conservadorismo obstinado, ou seja, três séculos de regresso social, de ignorância do povo, de exploração escravagista …

Ler na integra