Assaltantes de moto-taxi identificados e presos pela DIG

 

 
Saulo, 22
 
Sergio, 20

 

Foram presos Sérgio Viana Cassiano, 20 e Saulo Rodrigues da Silva, 22, autores do roubo de duas motocicletas ocorrido na noite de terça-feira, 24. Conforme boletim de ocorrência sobre o roubo, os moto-taxistas Adalto Vanderlei Barbosa, 29 e Jéferson Marcelo de Campos, 23, foram solicitados para comparecer no Jd. Cedro, para fazer duas corridas. No local, foram abordados por dois indivíduos armados de revólveres, que saíram do meio do mato anunciando o assalto e roubaram suas motos, uma Honda/CG 150 Titan, prata, placa local DOY-7992 e uma Honda/CG 150 Titan, preta, placa local BXP-5931, além de documentos e telefones celulares. Na madrugada policiais militares faziam patrulhamento no Jd. Cedro, quando avistaram três indivíduos em uma motocicleta sem placa e os abordaram, identificando-os como Sérgio V. C., 20, Saulo R.S., 22 e Paulo A.S., 20 e ao pesquisarem a numeração do chassi, constataram que se tratava da motocicleta roubada de Adalto. Eles foram detidos, mas negaram a prática do roubo, e foram liberados.
INVESTIGAÇÕES – A DIG – Delegacia de Investigações Gerais – imediatamente iniciou a investigação do caso. O delegado João Batista Frattini pediu à Justiça a prisão temporária de Sérgio e Saulo, que foi concedida, e eles presos na manhã de quarta-feira, 25, e reconhecidos pelas vítimas como autores do roubo. Interrogados, ambos confessaram o crime. Em seu interrogatório, Saulo relatou que estava com Sérgio, quando resolveu praticar o roubo, ligou em uma empresa de moto-taxi, e solicitou duas motos. Ele estava armado com um revólver Taurus, calibre 38, a mesma que foi apreendida em sua casa pela Polícia Militar, e com ela abordou as duas vítimas, roubando-as. Ele saiu com a moto de Adalto e Sérgio com a moto de Jefferson. Como Sérgio não estava conseguindo pilotar a moto, abandonou-a próximo ao local do roubo e seguiu com Saulo na outra moto. Saulo disse ainda que Sérgio não estava armado, mas o acompanhou na abordagem das vítimas. Segundo ele, ia entregar a moto na “boca de fumo”, em troca de droga. Sérgio, por sua vez, negou que tivesse “enquadrado” os dois moto-taxistas, mas confirmou que estava junto com Saulo. Paulo também foi ouvido, negou a participação no roubo e não foi reconhecido pelas vítimas. Ele informou que estava no Jd. Cedro, próximo à caixa d´água, por volta de 0h de quarta-feira, quando encontrou Saulo e Sérgio em uma motocicleta, de cor prata, os quais o convidaram para ir até o Parque dos Estados buscar droga. Segundo Paulo, ele já tinha feito uso de crack, assim como Saulo e Sérgio e como estava sem dinheiro e queria mais droga, aceitou o convite, subindo na moto, que estava sendo conduzida por Sérgio. Na entrada do Parque dos Estados, avistaram a viatura da Polícia Militar e Sérgio, com medo, fez um retorno e fugiu. Eles foram seguidos pela viatura e abordados no Jd. Santa Lúcia. Paulo alegou desconhecer que a moto era roubada, porque Saulo e Sérgio alegaram que tinham pego de um “nóia”. O inquérito policial foi concluído ontem e encaminhado à Justiça, com pedido de prisão preventiva de Saulo e Sérgio que estão recolhidos no Centro de Ressocialização.

Leia Também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>